Os efeitos da nostalgia em nossas vidas - MyPixeland
AmorEsoterismoTarot

Os efeitos da nostalgia em nossas vidas

By 23 de março de 2019 março 25th, 2019 No Comments

Tristeza não tem fim. Felicidade sim… O trecho famoso da canção de Tom e Vinícius* já embalou muitas histórias românticas. Mas, licença poética à parte, o que será que a nostalgia causa em nossas vidas?

Segundo o dicionário Caldas Aulete, nostalgia significa: tristeza e melancolia por sentir saudades da pátria, saudades de algo relacionado ao passado ou um estado de tristeza sem motivo certo. Seja como for, não nos parece algo positivo de sentir, não é mesmo?

Hoje, durante um dos atendimentos esotéricos em MyPixeland, o tema nostalgia veio à tona. A sessão de Tarot do Amor seguia normalmente, até que apareceu a carta Seis de Copas, que fala também sobre este tema. A cliente em questão não tinha consciência de que estava sentindo-se nostálgica e que isso estava atrapalhando sua vida. Essa revelação foi tão impactante que o tema ficou no ar…

Como reconhecer a nostalgia?

Sabe aquela sensação de saudade não se sabe de que, uma certa melancolia sem aparente motivo? Se você disse sim, a nostalgia já bateu à sua porta. Ela é fruto de nossas ilusões, chega de mansinho, nos inebria com antigas memórias e até parece ser amiga. Mas não se engane: a nostalgia machuca a alma e emperra nossos sonhos.

O ser humano tem a tendência de acreditar que o melhor da vida já passou, que as coisas não são tão boas como eram antes e que momentos felizes não voltam mais. Esse tipo de conclusão causa inúmeros problemas em nossas existências.

Se você passa por isso, preste atenção aos sinais que a vida está lhe enviando. Talvez, a nostalgia queira dizer que você não se conhece profundamente, que não processou os acontecimentos e frustrações. Talvez exista algo que você precise mudar, amadurecer internamente.

A nostalgia também pode estar falando que você não está se dedicando aos seus objetivos. O que você está fazendo para alcançar suas metas? Será que você tem metas? Ou, parafraseando Zeca Pagodinho, você é do estilo “Deixa a vida me levar…”?

Seja como for, a nostalgia é como um relógio quebrado e a pessoa nostálgica age como se o tempo tivesse realmente parado. A vida passa por ela, que continua pensando no antigo marido, no emprego que perdeu, na boa forma da juventude que não existe mais, nos sonhos que não realizou…

Nós em MyPixeland acreditamos em sincronicidade. E quando escrevemos um texto temos a certeza de que o texto já existe um destinatário para este material. Se você se identificou com tudo o que foi dito, talvez uma consulta ou atendimento esotérico/espiritual pode ser a melhora que você espera e precisa. Não se engane. Pare de olhar para os ponteiros parados. Aposte no seu autoconhecimento e acredite: existe sim uma saída para uma vida mais feliz!

*A Felicidade (1958) é uma canção de bossa nova, de autoria de Antônio Carlos Jobim, com letra de Vinícius de Moraes.

Comentários

Leave a Reply