O suicídio na visão metafísica - MyPixeland
  •  
  •  
  •  

Viver, definitivamente, parece não ser fácil. E com a rapidez da vida contemporânea -principalmente nas grandes cidades – a pressão sobre cada pessoa parece aumentar sensivelmente e dificultar ainda mais a nossa caminhada. Temos que ser bem sucedidos, bonitos, magros, ricos, ter um bom casamento, educar bem os filhos, pagar contas em dia, ser politicamente corretos e outros pontos que surgem de uma lista interminável de exigências.

Algumas pessoas infelizmente não “aguentam o tranco” de viver a vida e chegam à atitude extrema de pensar em cometer suicídio. Aliás, este tema é tão polêmico que é evitado pelos governos de vários países que acreditam que apenas o ato de a imprensa divulgar ou falar sobre o assunto estimularia as pessoas a suicidarem-se.

Vale lembrar que neste artigo não pretendemos abordar o suicídio do ponto de vista médico. E sim do ponto de vista espiritual, metafísico. Dito isto – e de acordo com o que acreditamos – o suicídio acontece quando uma pessoa sente que chegou ao fim da linha, ao fundo do poço literalmente.  Pode ser motivado por um acontecimento traumático, ou pode surgir sem nenhuma causa aparente. Mas existem outros motivos que levam uma pessoa a cogitar dar fim à própria vida.

Você sabia que o espírito pode sentir-se cansado de viver e querer voltar ao mundo espiritual? Tal situação, que não é rara, acontece quando o espírito passa a sentir-se entediado com a vida cotidiana, ficando, assim, com vontade de voltar à Pátria Espiritual.

Seja como for, acreditamos que qualquer intervenção neste sentido não é uma boa saída. Um suicídio, de acordo com a visão espiritualista, não resolve o sofrimento como também o aumenta.

Muitas culturas e religiões ao redor do mundo defendem que o suicida continua seu sofrimento no além-túmulo, e algumas doutrinas como o Espiritismo, codificado pelo francês Allan Kardec, defendem que os que tiram a própria vida ficam vagando em um local escuro e sombrio chamado Vale dos Suicidas, uma espécie de inferno ou purgatório.

Independentemente de crer em uma vida pós-morte, é importante frisar que o suicídio é sempre um motivo de sofrimento para qualquer família. Lembre-se que os familiares que ficam vivos terão que lidar com essa dor profunda!

Diante da seriedade do assunto, vamos fazer alguns alertas. Se você estiver passando por algum desses problemas, se estiver pensando em desistir da vida, por favor, peça AJUDA. Entre em contato com um médico psiquiatra ou psicólogo porque você pode estar precisando de auxilio medicamentoso, além de terapia convencional.

Se, por outro lado, você já está em tratamento e deseja uma orientação por outras vias, as vias energéticas, espirituais a partir de uma visão holística e alternativa, conheça o Alinhamento Energético à distância. 

Comentários