A incrível origem astrológica e pagã da Festa de São João - MyPixeland
EsoterismoMapa Astral

A incrível origem astrológica e pagã da Festa de São João

By 1 de maio de 2019 No Comments

Pouca gente sabe que o São João, uma das festividades mais populares do Brasil, tem uma origem super interessante: os festivais pagãos em celebração ao Solstício, período astronômico marcado pela posição do sol e que indica o início do verão nos países do Hemisfério Norte e do inverno no Hemisfério Sul, caso do Brasil.

Desde os tempos remotos, nesta época, são realizados rituais ligados às colheitas e à busca de prosperidade.

Ainda hoje, as festividades acontecem em países como Estônia, Finlândia, França e Portugal, de onde os festejos migraram também para cá na época do Brasil-Colônia.

A Festa de São João pelo mundo

Na cidade do Porto, por exemplo, acontece uma procissão católica na noite de 23 para 24 de junho. Mas os portugueses ainda mantêm outra tradição curiosa: as pessoas saem às ruas batendo nas cabeças umas das outras com galhos de alho-porro ou com pequenos martelinhos de plástico.

No Brasil, que também mantém uma forte influência católica, as festas começam no dia 13 de junho, dia de Santo Antônio, passam pelo dia de São João, 24 de junho e terminam no dia 29 do mesmo mês, dia de São Pedro.

As festas se espalharam por praticamente todo o território do Oiapoque ao Chuí, caracterizando-se por ser uma época para pular fogueira, dançar quadrilha e comer milho e outros alimentos típicos. Atualmente dois locais disputam o título de Melhor São João do Brasil:  Caruaru, em Pernambuco, e Campina Grande, na Paraíba. Juntas, as festas juninas atraem aproximadamente cinco milhões de pessoas durante os dias de festejos.

Os cultos afro-brasileiros também celebram o São João de maneira peculiar. Na umbanda e alguns terreiros de candomblé, por exemplo, junho é mês de festas dedicadas ao Orixá Xangô (Sango), deus africano ligado à justiça. Durante esta época, é costume se acender uma fogueira em homenagem a esta divindade. Como o Brasil é um celeiro de crenças e tradições místicas e religiosas, esse período também é ideal para realização de simpatias.

Controvérsias da fé

Muitas mulheres ávidas por casar realizam rituais no mínimo diferentes para conseguir uma forcinha de Santo Antonio, conhecido santo casamenteiro e invocado para ajudar a acelerar matrimônios.

Algumas retiram o menino Jesus que fica nos dos braços de uma imagem do Santo e dizem que só o devolverão depois que conseguirem um marido. Ou pior: emborcam o santo em um copo de cachaça, afogando a imagem no álcool, e prometendo retirá-lo apenas após a graça do casamento ser alcançada. Para que ninguém precise fazer o santinho sofrer, MyPixeland ensina uma simpatia mais light. Quem realizou, afirma que é infalível.

Simpatia para casar

Na noite de 12 para 13 de junho, coloque os nomes de pretendentes ao casamento em uma bacia com água durante a noite.

Reze para Santo Antônio. Pela manhã, observe qual papelzinho estará aberto. Esse é o nome do seu futuro marido ou esposa. Se mais de um papelzinho se abrir, talvez seja melhor realizar uma consulta de tarot para tirar a dúvida.

Comentários

Leave a Reply